Dor de cabeça constante? Entenda os tipos, os sinais e a gravidade



As dores de cabeça (cefaleia) são queixas diárias na vida das pessoas e bastante comuns nos consultórios médicos, que podem ser constantes ou não.


A enxaqueca, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) atinge cerca de 324 milhões de pessoas em todo o mundo.


As cefaleias primárias são as mais frequentes e as mais comuns, são: a cefaleia tipo tensional; e a cefaleia em salvas (dor de cabeça intensa, que surge em crises, e que acontece apenas em um lado).


Cefaleia em salvas: a dor frequentemente se localiza em volta dos olhos e costuma acordar a pessoa no meio da noite.


Cefaleia tipo tensional: pode acontecer poucas vezes na semana ou continuar por vários dias.

Dor intensa com características pulsáteis localizado em um lado da cabeça.


Esses tipos de dores de cabeça, geralmente, não têm causa aparente ou histórico. O diagnostico é feito com base nas queixas.


Cefaleias secundárias as que podem ser graves


As cefaleias secundárias podem ser causadas por doenças, como infecções sistêmicas, traumatismos, intoxicações, acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) etc.


Alguns gatinhos para dor de cabeça

Existem diversos gatilhos para a dor de cabeça aparecer. Conheça as causas mais comuns:


Estresse

O estresse pode liberar hormônicos responsáveis pelo aumento da frequência cardíaca, podendo causar dor de cabeça devido uma vasoconstrição dos vasos que irrigam a cabeça.


Muito calor

Isso acontece porque o calor facilita a desidratação, desequilibra o processo de entrada e saída de sódio e potássio das células, causando um distúrbio metabólico que facilita a cefaleia.


Dormir mal

A falta de sono faz com que a quantidade do hormônio melatonina diminua. Esse hormônio ajuda a evitar a dor de cabeça ao favorecer a síntese de analgésicos naturais.


Alimentação

Alguns alimentos podem ser gatilhos para a dor cabeça e devem ser evitados por algumas pessoas, como chocolate, café e chás pretos, embutidos etc.


Buscando ajuda médica

A dor de cabeça pode ser sinal de alguma doença, por tanto se ela vier acompanhada de algum outro sintoma, como:

· Desmaio

· Febre alta

· Dificuldade para enxergar

· Confusão

· Problemas na fala

· Dificuldade na fala

· Náuseas ou vômitos


Tratamento

O tratamento é realizado de forma individual. Após a avaliação do tipo de cefaleia, o médico vai solicitar exames e testes e indicar um tratamento especializado ambulatorial ou hospitalar.


Aqui na Clínica Acesso Saúde temos profissionais especializados e você pode agendar uma consulta agora mesmo de forma on-line.


Clique e agende já!

Posts Em Destaque
Posts Recentes