Transtorno bipolar: o que é, sintomas e tratamento



Segundo a Organização Mundial da Saúde, o transtorno bipolar afeta 2,2% da população mundial adulta.

Somente no Brasil, esse número chega a seis milhões de pessoas.


Mas o que é o transtorno bipolar?

No dia a dia, é comum haver momentos de felicidade ou tristeza, no entanto, quando esses períodos de oscilações de humor se tornam mais frequentes, pode ser que exista um transtorno de bipolaridade.


Clique aqui e agende sua consulta.

A causa disso pode envolver diversos fatores, como os genéticos, alterações em algumas áreas do cérebro e nos níveis de inúmeros neurotransmissores.


O transtorno pode existir de algumas formas:

Transtorno bipolar tipo um


O paciente apresenta no mínimo um episódio maníaco e períodos de depressão profunda.

Transtorno bipolar tipo dois


O paciente jamais apresentou episódios maníacos completos. Ao contrário, ele apresenta períodos de níveis elevados de impulsividade e energia que se alternam com depressão.


Existe outra forma mais leve do transtorno bipolar, a ciclotimia, que envolve oscilações de humor menos agravantes. Indivíduos com essa forma da doença alternam entre hipomania e depressão leve.


Causas do transtorno bipolar

Algumas causas contribuem para o surgimento da doença, como histórico familiar, estresse intenso, idade (ter entre 15 e 25 anos), mudanças no estilo de vida, experiências traumáticas e uso de drogas recreativas ou álcool.



Alguns sinais da bipolaridade

Para identificar a doença, existem alguns sinais como:

• Tristeza profunda • Pouca energia • Culpa excessiva • Apatia • Desinteresse pelas atividades que antes gostava de realizar • Perda de apetite • Sono • Esquecimento • Ideias de suicidas • Sentimento de inutilidade e desamparo • Dificuldade para se concentrar • Isolamento social • Sentimentos de inutilidade • Frustrações e cansaço • Pessimismo e desesperança • Comportamento agressivo • Fala muito rápida • Dores crônicas


Formas de tratar


O transtorno bipolar não tem cura, mas pode ser controlado.


Com o diagnóstico realizado por um especialista e os relatos dos sintomas, o paciente receberá o tratamento adequado, como o uso de medicamentos e psicoterapia.

Além disso, algumas alterações no estilo de vida são importantes para recuperação, como dormir bem, pois é essencial para controlar as oscilações de humor; fazer exercícios físicos regularmente e moderados porque podem ajudar a estabilizar o humor; largar vícios como de bebidas alcoólicas e se relacionar com pessoas positivas.

Se você conhece alguém que esteja passando por esse processo é interessante oferecer ajuda e mostrar a importância de visita à um especialista.


Clique aqui e agende sua consulta.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo