Pré-natal: o que é e quando começar



O momento da descoberta da gravidez é sempre um momento especial na vida do casal.


Há muita festa e emoções envolvidas, além de preocupação para que tudo ocorra bem na gravidez e o bebê se desenvolva de forma saudável.


Clique aqui para agendar a sua consulta.


É neste momento que o pré-natal é importante, e a assistência médica durante todo o período de gestação. Assim é possível, prevenir e diagnosticar complicações nesse período.


O que é o pré-natal?

É o acompanhamento médico que toda mulher tem durante a gravidez. Durante as consultas de pré-natal o médico tira todas as dúvidas da grávida sobre a gravidez e o parto. Assim como solicitar exames para saber se a mãe e o bebê vão bem.

1. Quando começar o pré-natal?

O certo é iniciar o pré-natal assim que se confirma a gravidez. A partir dessa confirmação, a mulher deve procurar um médico obstetra para cuidar e acompanhar de perto a sua gestação.

2. Qual a quantidade ideal de consultas?

A quantidade de consultas pode variar de caso para caso.


Sendo a primeira consulta realizada assim que a gravidez por confirmada. Contudo, é comum que sejam realizadas consultas mensais. E ao entrar ao final da gestação, consultar o médico semanalmente.


Durante essas consultas o médico avalia:


· Peso;

· Pressão sanguínea;

· Sinais de inchaço nas pernas e pés da mãe

· A altura uterina (medição da barriga)

· Batimentos cardíacos fetais


Além de ajudar a futura mamãe a se preparar para a amamentação.


Exames solicitados

Alguns exames devem ser feitos durante o período de pré-natal, que são solicitados pelo médico, como, por exemplo:

· Hemograma: avalia o risco de anemia

· Exame de urina e fezes: avalia o risco de infecções urinárias, por exemplo.

· Testes de DSTs: os testes são realizados para diagnosticar possíveis doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis e HIV, que podem ser transmitidas da mãe para o bebê;

· Teste de malária e de hepatites B e C: avalia diagnosticar as doenças;

· Triagem de diabetes gestacional: prevenir e tratar diabetes gestacional;

· Ultrassonografia transvaginal: permite descobrir o tempo da gestação, avaliar se a placenta é normal para a continuidade da gravidez, além do risco de aborto espontâneo;

· Ultrassonografia morfológica: indicada para diagnóstico de malformação fetal, avalia as condições da placenta e se há risco de parto prematuro.

· Ultrassonografia obstétrica: composto por vários tipos de ultrassom, esses exames permitem avaliar as condições da placenta, a quantidade de líquido amniótico e a posição do bebê dentro do útero. v


A importância da ida ao médico

O acompanhamento médico durante este período é essencial para que a vinda da criança ao mundo seja mais tranquila possível. É recomendado este acompanhamento do início ao fiz da gestação.


No Acesso Saúde temos médicos obstetras para cuidar da sua gestação com muito amor e carinho.


E para quem deseja engravidar também pode procurar um ginecologista.


Clique aqui para agendar a sua consulta.

Posts Em Destaque