Obesidade e os problemas de saúde associados

De acordo com dados do Ministério da Saúde do final de 2017, a obesidade no Brasil teve um aumento de 60% nos últimos dez anos. Em números mais concretos, isso significa que uma a cada cinco pessoas está acima do peso, e mesmo entre as pessoas mais jovens os índices são altos.

Mais do que uma questão de estética, a obesidade é considerada uma doença crônica, que age como porta de entrada ou como agravante para outras condições de saúde ainda mais nocivas. Confira 4 delas.

Diabetes (tipo 2)

O excesso de gordura corporal dificulta a ação da insulina de abaixar a glicemia, o que provoca um aumento da produção de insulina pelo pâncreas de forma constante. Com isso, é mais fácil que a capacidade funcional desse órgão se exceda e ele não consiga mais produzir insulina na quantidade necessária para manter os níveis de glicose normais no sangue. O diabetes é justamente a doença caracterizada por hiperglicemia (altos índices de glicose no sangue).

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, quase 90% dos diabéticos (tipo 2) do mundo estão acima do peso ou são obesos. E o diabetes, por sua vez, também é uma doença crônica que pode gerar diversas complicações de saúde, ainda mais se combinado com a obesidade.

Doenças cardiovasculares

Não é uma novidade que o excesso de peso e as doenças cardiovasculares estão diretamente interligadas. Isso se deve ao fato de que a obesidade causa alterações no metabolismo, o que provoca mudanças na estrutura e função cardíaca, além de facilitar o acúmulo de gordura nos órgãos e artérias e exigir mais esforço do coração para bombear o sangue.

Entre as principais doenças cardíacas que possuem a obesidade como fator de risco podemos citar a insuficiência cardíaca, o infarto do miocárdio e a arteriosclerose. Ademais, a obesidade se relaciona com outras condições que prejudicam o coração, como a hipertensão arterial.

Doenças respiratórias

A obesidade é um dos maiores fatores de risco para a apneia obstrutiva do sono, que se caracteriza pela obstrução total ou parcial das vias áreas durante o sono. Ataques de asma também são mais comuns em obesos devido a produção aumentada de substâncias inflamatórias que essas pessoas têm.

Câncer

Pesquisas recentes mostram um aumento cada vez maior de casos de câncer relacionados à obesidade, sendo a projeção brasileira para 29 mil novos casos em 2025. De todos os tipos da doença, 13 já são comprovadamente associados ao aumento de peso, como o câncer de mama, próstata, colo de útero, colorretal e fígado.

Agende uma consulta agora mesmo com a nossa endocrinologista.

FONTES:

Doenças Desencadeadas ou Agravadas pela Obesidade, Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica – ABESO

http://www.abeso.org.br/pdf/Artigo%20-%20Obesidade%20e%20Doencas%20associadas%20maio%202011.pdf

Sobrepeso e obesidade, Instituto nacional do Câncer – INCA

http://www.inca.gov.br/inquerito/docs/sobrepesoobesidade.pdf

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

PARCEIRA

Responsável Técnica: Dra Roseli Folchini Boross - CRM: 59.032/SP | Responsável Técino Odontológico: Ricardo Teruo Morishita - CROSP: 66111

© 2021 por GC. 

Visualize nossa Política de Privacidade para exclarecimentos sobre nosso site.